sexta-feira, setembro 02, 2011

Minha bela mulher


O minha bela mulher. Cabelos negros, colo saliente e quente que me tira noites de sono. Mulher das mais belas curvas, dos mais belos toques, dos mais dóceis beijos...  Mulher que me fascina....
E eu por fim sinto a fúria me consumindo, me tocando, de uma maneira uniforme.
Arrepio com o seu olhar, sua fascinação, desejo, loucura, calunia, suspiros saem sem mesmo que eu perceba, é algo incomprendido, absurdo,  louco, completo de ternura, que põe fogo em todo que vê.

 A magica de nossos corpos se envolvendo intensamente, teus beijos em meu pescoço, teus suspiros em meu ouvido dizendo promiscuidades, me levando para outro mundo aonde eu não consigo pensar, ver, sentir, mais nada além de teu corpo.

O mulher, como eu lhe almejo, como lhe sinto, como lhe amo! Doce mulher, encantadora, das mais insaciáveis tentações, venha comigo para o infinito, seja, sinta, tudo aquilo que deseja. Pois tu és uma deusa!



Geórgia Carone