quinta-feira, dezembro 24, 2009

Apenas mais um suspiro




Meu coração, uma alma, uma vitima, e então a brisa bate, e leva o resto.

O que poderia dizer? Triste de mais para acreditar que poderia melhorar. Queria fechar os olhos e poder ver que tudo já passou...

Apenas mais uma palavra, uma fé, um momento, um suspiro, mas para que? Tudo acabará novamente. E isto é tão belo. E quando a solidão chega e a escuridão aparece, tudo acaba em dor. Há pessoas em minha volta, mas o que eu poderia dizer? Tão próximas, e ao mesmo tempo tão longe. Queria conseguir conversar, queria conseguir falar...

Tudo se quebrou.

Penso, recordo, mas não a escapatória. Olho em minha volta, e tudo esta rompido.
Um suspiro, apenas mais um para isto acabar...


Geórgia Carone

quinta-feira, setembro 17, 2009

Queria você por mais um momento...


Sinto saudade do seu sorriso.. Sinto falta do seu calor...
Era tudo tão perfeito e eu não consegui ver...

Voe meu doce anjo... Você por mais que longe esteja, estará sempre comigo em meu coração.

Queria ter tido tempo para te ter dito... Sinto sua falta... Eu sempre te amei.
O meu coração esta quebrado, sinto tanta sua falta. Já me falta ar de tanto chorar

Haviam me dito que a dor seria insuportável, mas eu não imaginei que seria assim.

Pensei que tudo ficaria bem.. Mas meu coração aperta tanto quando penso em você.
Queria você por mais um momento...
Queria lhe levar para conhecer as estrelas, acampar na lua, e fazer um picnic em Marte... Fazer coisas surreais, fazer você se sentir a melhor pessoa.

Queria tanto estar abraçada com você agora..
Voe para mim... Voe para mim meu querido anjo.
Queria ter tanto você aqui a meu lado... Meu eterno amor.
é tão triste eu não ter lhe dito.. De não ter te notado...


Queria você por mais um momento...


Agora tudo faz sentido... Tudo o que você me dizia, tudo que você me ensinava, tudo que você dizia para que eu pudesse rir.

Até nos momentos mais tristes... Você olhava para mim e sorria, isso fez e ainda faz toda a diferença para mim. Suas caretas, suas piadas... Tudo até mesmo as suas caras de raiva, me faz falta..

Queria você por mais um momento...


Queria meus finais de semana ao seu lado de volta..
Queria ter você por mais um momento!


Meu doce anjo!

Agora o mais perto que posso ficar de você é em meus sonhos..
Mas o queria mesmo era te abraçar e te dizer... Pai eu te amo!


Geórgia Carone

domingo, agosto 09, 2009

Alguns me conhecem...



Alguns me conhecem por nome, outros por fotos, uns pessoalmente.
Uns julgam me conhecer completamente, sendo que a única coisa que falamos um ao outro é ''bom dia''
Uns me temem, já outros se sentem na necessidade de estar sempre comigo, estes eu chamo de amigos.

Uns me julgam pelo que o outro diz, outros, os inteligentes, vem até mim para ter sua própria opinião ao meu respeito.
Não me odeie pelo fato de não termos o que conversar no presente, quem sabe podemos ser bons amigos no futuro, então se não temos o que conversar, o que poderia lhe dizer além de um 'bom dia', ''como vai''?
Uns me admiram pelo que sou, pelos meus pensamentos, por eu querer sempre ajudar quem esta próximo de mim, outros me odeiam dizendo que sou metida, e que não me importo com os outros a não ser comigo mesma.

Uns me dizem -''Você é muito extrovertida '' já outros -''Você é criança''.
Uns me olham com antipatia, um olhar de desprezo puro, já outros, com um olhar de afeição de carinho.

Uns ao me verem em um estabelecimento, puxa uma cadeira, senta ao meu lado e conversamos durante horas, já outros, ao me verem olham para a pessoa do lado e começam a comentar, falando coisas absurdas, muitas vezes coisas que nem são reais.
Uns pensam que sou uma loira branquela, mimada e fútil, outros me julgam super inteligente e com uma tremenda capacidade.

Mas a única coisa que sei...
Pessoas pensam diferentes, eu não posso agradar a todos, assim como nem todos podem me agradar.
A única coisa que eu posso dizer é... CONHEÇA o outro antes falar ou até mesmo criticar.

Geórgia Carone

sexta-feira, agosto 07, 2009

Velório de um amargo (16-08-06)



Amor perdido no tempo. Seres rastejando e busca da destruição.
Sangue, compaixão.
Pensei que não fosse existir, quero parar por aqui, o corpo não suporta.
Quero gritar, quero berrar, não aguento mais.
Você sobre meu túmulo, vejo-o chorando pedindo misericórdia.
Sinta minha pele fria e pálida.
Não a mais volta.

Mão do homem, sobre a carne se resulta em destruição.
A ferida aumenta, vermes por dentro comendo tudo que vê pela frente. Os sentidos se perderam.
A volta se rompeu. Não há escapatória.
Tudo o que vejo.... É o meu túmulo, e isto é deprimente.

Velório de um amargo, queimado pela própria sabedoria.
Rosas ao fogo. Tudo se destruiu.
O fogo que dá a vida, é o mesmo da morte.

Terra fresca que entra em meu corpo pouco a pouco. Sinto-me satisfeita, e ao mesmo tempo tão... fria.



Ei! Você poderia vir aqui?

Sinta minha fúria, fúria que é incapaz de ser descrita...
Misericórdia você me pede.

A carne que alimenta os vermes.

Sinto sua mão, quero pega-la, mas não há como.

Grite, se sufoque, e quem sabe em fim possamos nos confrontar em um futuro?

Um mago disse que é estupidez, inconveniência... Eu não me importo...
'Pai', aqui estou.
me traga-o de volta.

Vou gritar, me sacrificar... Tudo isto, para te-lo mais um momento.
Meu amor perdido...


Geórgia Carone
(16/08/2006)

sexta-feira, julho 10, 2009

Quem és tu!?




Ah.... Como se chamas? Como és?

Criador de meu sentimento... Face branca de cabelos castanhos...

Ser que faz a minha noite decolar. Meus desejos se apurar...

Quem és tu? Que me rouba o sono.

Quem és tu? Que me faz perder no meio de meus sentimentos.

Quem és tu?

Meu corpo se junta ao seu, suspiros por todos os poros. É para se alucinar.



Mas... Como posso descrevê-lo?
Não a palavras, os suspiros se imortalizaram, o desejo sem fim me corroeu.
Seus lábios junto aos meus, lembranças, momentos, sorrisos, abraços. Por fim, um sentimento.
O sentido se perdeu, um caminho foi escolhido. E o resto? O resto não existe.

O mundo para aqui, entre eu e você, nossas almas se encontram, o paladar se apura, a percepção aumenta, e por fim, o olhar. Olhar de algo superior, de algo digno de ser visto, o olhar do amor.


A primeira vista éramos anônimos qualquer, sem motivo ou razão.

Tempos se passaram, e você se sentou ao meu lado e viemos a conversar horas se passavam. Passaram-se meses, já não conseguia mais esconder de você o que se passava dentro de mim.. Foi quando eu o beijei. Ficaste sem reação, confuso por um longo tempo.


Quanto tempo passou para que pudéssemos nos encontrar aqui? Um diante ao outro. Quantas coisas tivemos que enfrentar? Quantas vezes caímos? Isto já não importa.


O passado não importa mais, o que somos no presente, já é bem maior do que o passado, mas pequeno em comparação ao nosso futuro.



Geórgia Carone


quinta-feira, junho 25, 2009

Michael Jackson - The king of pop



Como alguns já devem saber hoje dia 25 de Junho de 2009, ocorreu o falecimento do nosso querido músico, cantor, compositor, ator, publicitário, escritor, produtor, diretor, dançarino, instrumentista e empresário, Michael Jackson, conhecido também como 'O rei do pop', devido a uma parada cardíaca.

Michael sofreu um colapso em sua casa no final da tarde de hoje (horário de Brasília) e foi levado as pressas para um hospital em L.A. Segundo os bombeiros que estavam na ambulância o transportando de sua casa ao hospital, disseram que o cantor já não estaria mais respirando quando foi socorrido.


Michael faleceu com apenas 50 anos, e já sofria com problemas de saúde dês do ano passado, e já fazia o tratamento.
A foto ao lado por tudo que indica foi a última do cantor ainda em vida, na chegada do mesmo ao hospital.

Em toda a Internet fãs, o homenageiam.
Michael, apesar de ter ido, sempre estará em nossos corações!


''Cause this is thriller, thriller night''



*foto: ETonline

quinta-feira, junho 11, 2009

Os tão esperados 16 anos...

Bom, para leitores que não sabem, hoje dia 11 de junho de 2009, completo 16 anos.
E percebo hoje que a cada dia que passa conquisto coisas que nunca imaginei poder obter em tão pouco tempo assim digamos.

Amigos, não aqueles que te chamam pra sair, ir em festas e só, mas amigos que realmente querem o seu bem, o seu bem-estar, que você cresça, etc.
Um amor verdadeiro, coisa que muitos passam a vida toda em busca deste e nunca o teve.
E momentos pelos quais irei me lembrar pelo resto de minha vida.

Mas é claro... Nem tudo é maravilhoso, neste tempo obtive também, grandes rancores, tristezas, fracassos, que iram me acompanhar por toda a minha trajetoria. E sabe o que é engraçado? Eu não acho isto horrendo como a maioria das pessoas. Gosto desses sentimentos 'ruins' assim digamos, pois sei que sem estes eu nunca estaria aqui, no presente, com estes pensamentos, e maneiras de viver que tenho e tanto gosto.

Neste dia eu não quero parabéns, ou felicidades, quero agradecer a vocês, meus amigos, meus familiares, e a você Arthur, por tudo o que fazem, fizeram ou irão vir a fazer.
Por me ajudarem e/ou apoiarem em momentos tristes, e por participarem dos felizes também!

Que hoje seja um começo de uma evolução, e que eu, assim como vocês, possamos nos melhorar, aprender mais, e quem sabe assim podermos ser totalmente felizes.

Muito obrigada! :)

Beijos!

terça-feira, maio 19, 2009

Um pouco de mim...


Geórgia Carone, prazer.

Não sou do tipo de pessoa que fica se descrevendo por completo, pois estamos em constantes mudanças a cada segundo que se passa. Sou uma jovem apaixonada pela escrita, fotografia e por opiniões, isto posso lhes garantir.

Sou uma pessoa extremamente apaixonada, e que não tem medo algum de mostrar isto para o mundo.
Sou julgada constantemente assim como vocês, por pessoas sem ao menos um conhecimento prévio sobre o meu ser.

Não tenho 'amores' tenho apenas um
amor, e este é o meu namorado Arthur.

Não sou do tipo de pessoa que gosta de ficar o tempo todo rodeado de amigos, isto as vezes chega a me perturbar, por muitas vezes prefiro passar o meu tempo a com meu mp3, um papel e uma caneta, pois é ali que me encontro. Alguns me chamam de louca por isto, mas não me importo.

As vezes acho que tenho um desgosto muito grande sobre as pessoas, talvez por não gostar do que vejo/escuto/recordo, ou até mesmo por ser muito centrada em meus objetivos e ver que a maioria dos seres estão apenas preocupados se o seu copo de cerveja sobre a mesa esta cheio ou se o seu cigarro esta aceso, e não consegue enxergar nada além disso. Talvez este desprezo venha por eu querer de mais do outro, e não aceitar fracassos seja de quem vier este.

Gosto de quando amigos (as) vêm até mim, me pedir um conselho, desabafar sobre algo, me sinto tão bem em ver que algum outro ser confia em mim, e quer escutar meus pensamentos com toda a atenção do mundo. Sinto-me tão útil. :)

Fotografia e escrita como disse a cima são duas enormes paixões que tenho, pois através destas posso mostrar ao mundo o que se passa comigo, posso mostrar o que vejo, o que sinto, o que temo, ou até mesmo desejo. Posso fazer o outro interpretar de inúmeras formas um simples rabisco em um pedaço de papel ou deixar claro o que eu quero 'desenhar' e por mais que alguns julguem isto perda de tempo, eu me empolgo, e muito, quando tenho a oportunidade de escrever ou tirar uma simples foto.

Não se esqueçam, a beleza esta nos olhos de quem v
ê.


Geórgia Carone



Foto: Flor da Prç. da Liberdade/BH - 9/04/09 por Geórgia Carone

domingo, maio 03, 2009

Gostar, machucar, sentir, amar.



Como todos sabem, as pessoas que mais gostamos são as que mais nos decepcionam. Seja por suas atitudes, pensamentos, defeitos, independente da maneira.

Talvez nos machuquemos por causa de nos preocuparmos demais, por gostarmos de mais, pensarmos de mais, ou até mesmo por conhecer de mais (ou até mesmo pensarmos que sim). Sempre vemos quem gostamos independente de que seja familiares, parceiros, amigos, de uma forma única, de uma maneira tão intensa que haja o que houver nos machucamos, e por menor seja a ferida, nos atinge com intensidade tão grande que acabamos nos sentindo culpados desta. Pensamos de tudo... ''por que eu não estava lá'', ''por que eu não consegui evitar?'' e acabamos nos culpando pelo 'incidente' do outro, cujo nunca admitimos para nós mesmo que o erro estava nele (a), e não em nós!

Mas se um dia cansarmos disso? Percebermos que o erro não é nosso, e que fizemos de tudo para não acontecer o ocorrido, e simplesmente aconteceu? Estaremos sendo egoístas? Estaríamos sendo burros? Estaríamos deixando de gostar deste outro? Ou estaríamos apenas percebendo que o erro nem sempre é nosso? E como nós os resto dos seres são falhos. E por mais que uma facada doa, temos que ficar de pé, sermos fortes e contornar a situação. E deixar que o (a) outro (a) aprenda por si às vezes, e perceber que nem todo ser é capaz de entender alertas, e tem que cair, e levantar sozinho para conseguir melhorar.


Geórgia Carone

sábado, maio 02, 2009

Estou em busca de algo.

.

Estou em busca de algo. Algo oculto, que ninguém é capaz de entender.

A fascinação se tornou algo obsessivo e independente. Isto me corroeu, ao ponto de não querer viver sem. De não me ver sem, de não saber respirar nem ao menos desejar outra coisa.

Vi nestes últimos dias que estou cada vez mais neurótica com tal. E por incrível que me apareça deixa-me contente, de certa forma aliviada. Consegui ver uma coisa que quero para mim, e irei alcança-lá, por maiores sacrifícios tenha que vir a fazer. Pois, como muitos dos meus amigos/os que acompanham o blog sabem, eu não desisto fácil, sou muito persistente, pois acho que é esta que leva ao êxito.

Sei que para aonde vou. Muitos a temem, outros como eu a veneram. Sei que muitos iram querer me impedir, o que seria a maioria. Poucos serão capazes de compreender. Mas isto é uma coisa que não apenas eu, como as pessoas com que convivo terão que suportar.

O sonho e a realidade se tornaram apenas um. Não existem remorsos e sim magoas, feridas que ao decorrer do tempo se tornaram maiores, e que finalmente conseguiram um retorno. Uma forma de se manifestar contra as 'facadas'.

Sei que serão poucos de vocês que iram compreender minhas palavras neste momento, não espero que entendam, mas preciso me expressar de alguma forma, de alguma maneira.
Podem me chamar de louca, pirada, o que seja, mas nunca critiquem alguém por ir atrás dos seus sonhos.


Geórgia Carone



"É justamente a possibilidade de realizar um sonho que torna a vida interessante" (Paulo Coelho)

sexta-feira, abril 03, 2009

O que resta?




A alma e o corpo não se encontram mais.
Tudo se tornou impuro.
A pureza se rompeu em teu seio.
O que resta?


O meu corpo rasteja, minha alma voa em direção contraria, e que meu corpo estará deposto a sofrer com isso, por mais que o machuque. Não a sentidos.

O olhar se tornou vago, um ultimo suspiro, algo em minha frente. O que eu vejo? Eu já não sei. Tudo se foi, o que restou foi a impureza de algo inexistente aos seus olhos. Algo que não pode ser tocado, algo que não pode ser ouvido.

O ar paralisou em minha volta, nada se move, tudo que um dia se rompeu, voltou a seu estado natural, tudo foi transformado de volta. O que me resta? A escrita, aonde me encontro, consigo dizer, consigo tirar de mim, mesmo por um estante, tudo que aqui se passa.

Senti por um estante uma brisa em minha face, olho para o espelho e vejo o que sempre temi de ver novamente, algo que sempre quis que fica-se longe de mim, um corrosão interna, um desfalque, algo que sem cura, algo que para muitos não venha a ter razão, mas o que aqui se passa jamais será compreendido.

Passei por ‘profissionais’, e a única coisa que eles puderam me ‘ajudar’, foi me dando remédios para que eu venha ficar dormindo o dia todo, ou até mesmo dizendo que sou a pessoa mais inteligente e intrigante que eles venham a ter atendido até o determinado momento, mas sei que isto não é tudo, sei que sou mais do que isso. Mas há um, porém! A alma e o corpo, sentidos contrários foram tomados. A distancia é enorme, há muito que fazer, a muito a se romper novamente, a muitas portas, e por sinal a há muitas chaves falsas. Chaves que nem sempre com um olhar superficial conseguirei decifrar. Portas que não sei o que estará me aguardando por traz delas, tudo neste corredor é inserto.

Disseram-me hoje que não existe uma conquista sem sofrimento, aperto, mas será mesmo? Quantas pessoas não estão ai com tudo para elas, e que não precisam sofrer nem por um segundo para conquistar o desejado? De fato para conseguirmos algo para nós teremos que perder outra parte de nosso ser, mas será mesmo que para tudo tem que haver sofrimento? Será que mesmo com o sofrimento conseguiremos o que desejamos? Será que o sofrimento e o amor são o ‘dinheiro’ da vida? Que através disto conseguiremos abrir postas? Decifrar caminhos? E por fim ser feliz ou até mesmo triste?

Será que o que desejamos é o que no final teremos? Será qual a nossa importância? O que de fato é a verdade? E por fim, o que de fato existe? O que nos resta? A incerteza;


Geórgia Carone (03/04/2009)

sábado, fevereiro 28, 2009

Sou um ser...

Sou um ser apaixonado pela vida e com um desgosto enorme sobre as pessoas. Simples não!?

Muitos de vocês ao me verem vão pensar: ''Como uma menina de rosa e coturno pode curtir 'metal'!?''
Tenho apenas dó, chega até a dar pena destas pessoas que pensam que para escutarmos algo como rock, tenhamos que nos vestir de preto, passar quilos de lápis preto no olho e olhar os outros com cara de bunda, afinal não são as vestimentas que nos faz pessoas e sim nosso carácter! Coisa que nem a 10% da população tem.
A coisa mais estúpida do mundo são pessoas que abrem a mão da sua essência para passarem para a sociedade, uma coisa que ela não é. Além de estarem sendo falsos com os que ali permanecem, ou até mesmo passam, estão mentindo para si próprios, e esta é a pior mentira que pode existir.

Sou uma pessoa que a cada momento que passa, que você chega a conhecer, você vai se deparar com uma coisa super nova que irá até mesmo pensar que esta a conhecer uma nova pessoa.
Para muitos sou uma simples garota loira, de all star, blusa branca/coturno e vestido rosa (seja como for), que pensa que o mundo é cor-de-rosa (e porque não? o mundo seria melhor do que é hoje, esse cinza empreguinado em nossas mentes, isso me aflinge) para outras já sou uma mulher, com pensamentos, metas, sentimentos inegualveis, um ser que sabe perfeitamente aonde esta pisando, e com quem esta lidando. Sou um ser cheio de mistérios como se fosse um eniguima, que apenas uma pessoa sabe desvendar.

Eu, Geórgia, provo das melhores sensações do mundo, uma que é o amar, e o outro que é o poder voar.
Quando digo voar não me refiro a forma exata da palavra como muitos de vocês podem vir a imaginar e sim de ver o mundo, entender os porquês, buscar respostas, ousar, tentar e tudo isto utilizando apenas a essência do meu ser, meu pensamentos, se perder nos sentimentos, sem medo.

Não tenho medo do sofrimento, não saio correndo dele, pois o sofrimento é inevitável, e quando ele bate em nossa porta, temos que recebe-lo com a cabeça erguida.
Sou uma pessoa extremamente otimista, muitos me perguntam: ''para que ser otimista? o mundo é uma merda!'' Desculpem o vacábulario, mas é desta forma que eles retratam a vida. Mas lhe pergunto, para que viver com medo de viver? idiotice isto não!? temos apenas uma vida, não sabemos o que acontecerá com nós no amanhã, então pra que estar com o pé atrás de tudo!? Não tem por que disso. Muitos diriam 'evitar sofrimento', mas que vida pode ser chamada assim se não há sofrimento!? Não conheço uma sequer pessoa que não tenha conhecido as consequências de um sofrimento, seja o tempo que for.

O sorriso é a coisa mais pura que um ser pode ter, falo sorriso quando é o verdadeiro! Existe algo mais belo do que ver alguém sorrindo por felicidade?

Não sou do tipo de ser que se apega a matéria. O material foi apenas uma forma do homem se distrair por um determinado momento e poder se sentir completo, mas quando na verdade ele só esta se enganado, e quando a matéria é retirada dele, ele se perde, fica sem rumo!? Alguém sabe me explicar isto!? Simples, ele não tem nenhum conhecimento sobre si mesmo, da sua capacidade, emoções, pensamentos, e não buscam isto, por isto se perdem, querem apenas a ilusão de ter algo de valor, que na verdade não tem valor nenhum, mas infelizmente hoje em dia é praticamente impossível de encontrar alguém que dê valor ao sentimento, ao sorriso, ao abraço, ao carinho, coisas pelas quais tem um valor muito superior a matéria.

Bom.. Você ao me ver, seja por foto, textos, pessoalmente, o que seja irá criar uma forma diferente de constituir uma imagem sobre minha pessoa, então pra que perder mais tempo tentando dizer algo?
Simplesmente pensem, falem o que querem, sejam, independente do que aconteça, tenha opinião própria, e não seja estúpido o bastante para acreditar no que as pessoas falam! ;)


Geórgia Carone

sábado, janeiro 10, 2009

Amor, paixão, e loucura



Quantos pensamentos, quantas maneiras, quantos modos... Tudo isto para afirmar uma única coisa, um sentimento maior chamado amor.
Para muitos este sentimento pode ser comprado, para outros ele já não existe, alguns já afirmam que este é para ser vivido uma vez na vida com toda a intensidade.

Mas como saber o que é amor!? Nunca encontrei um ser capaz de descrever este mesmo, então.. Como sabemos o que é amor!? Como!?

Amor no latim amóre . Sentimento único!? De primeiros momentos!? Na verdade não podemos dizer de uma maneira só, pois cada um o presencia de uma forma, e este pode ser de afeição, satisfação, libido, compaixão, atração, paixão, o querer bem, conquista, desejo, entre outros.

Amor, nascido de uma paixão, e a base da eterna loucura. Mas não é que é mesmo!? Pensem um pouco, que amor seria normal!?

Eu até a um ano atrás tinha uma ideia de um 'amor perfeito' para mim, imaginava como ele seria, não apenas fisicamente, como psicologicamente, então isto mudou de um ano para cá, hoje estou com o amor da minha vida, e posso lhe dizer, não é nada como eu imaginava, o jeito de ser, falar, e agir é totalmente contraditório ao que eu esperava. Não! Não estou criticando! Pelo contrario, estou muito contente pela surpresa que a vida me pregou assim digamos, é tão bom sermos surpreendidos, esperar algo e se deparar com algo bem melhor, algo que nem pensávamos que poderia existir. :)

É... Um sentimento pode virar sua vida de cabeça pat baixo, fazer você querer evoluir, crescer, não digo isto apenas em você mas como querer ver isto no seu/sua amado(a) também, afinal o amor não é egoísta, é um sentimento que além de tudo nos dá a sensação de querermos nos dar ao outro e não querer receber nada em troca, este sim posso chamar de amor. Sentimento único que nos alucina, que nos faz perder o fôlego, e também pensarmos e agirmos de uma forma que nunca pensamos que poderíamos.. Ah, como é lindo o amor, ainda melhor poder vive-lo! :D

Geórgia Carone

quinta-feira, janeiro 01, 2009

Pai...


Minha vida se foi, não sinto mais um oque, não sei respirar. Pergunto, porque? Não consigo voar, tudo em minha volta se desfez, sinta essa dor, de algo quebrado, fora de si, e me diga aonde eu vou. Você consegue me dizer? Eu não sinto, não quero. Sensação satisfatória agora se foi, tristeza esta tomando eu sinto que nunca vai, eu acho que preciso, como posso estar sentindo essa dor? Essa dor quebrada, algo tão figurado, e por fim possessivo. Não sei dizer, não sei pensar, se você não for.. estou sentindo um vazio de dor, apenas dor. Eu quero fugir, fingir que não existe, quero fujir disto e por fim acabar com isso, por que isto esta quebrado, nada além disto, preciso voltar... e por fim voltar a respirar..ar consistente, fora do comum, algo que não sei aonde achar, talvez eu apenas queira uma ultima palavra. Antes da sua dor, de tudo que você passou, eu preciso lhe dizer, que eu te amo, por que toda esta dor, fora de si, esta dor quebrada, esta me matando por dentro. Preciso lhe dizer, mas não há caminhos. Eu preciso ver sua face mais uma vez, quero tocar sua face, mas como... Não tem mas como faze-la, eu queria tanto, voltar ao tempo... E dizer que esta dor quebrada não faz sentido, quero gritar que eu te amo! Quero sentir algo que não pude por opção! Lhe dizia coisas horríveis e sem saber... que algum dia eu pude-se sentir... esta dor quebrada que me sufoca, que me faz rastejar como um escravo sem forças, tudo isto é algo incompleto quero completa-lo, mas agora é tarde de mais. Nunca pensei, que algum dia, quisesse, sentir tudo, reviver momentos e por fim concertar meus erros com você..eu preciso da sua voz e do seu sorriso, suas brincadeiras... e.. eu não sei mais, não sei mais aonde estou, você me guiava, não estou pronta, por que esta dor quebrada, esta musica, tudo isto é você. Você não esta entendendo, talvez nunca mais... Perdi tudo o que tinha, ao ignora-lo, perdi muinha fé, minha concepção, você era tudo que eu ignorava, agora digo, que esta dor quebrada esta me sufocando, é algo forte d+, digno de ser vivido, porém duro d+ para se intender, você me intende? Isto tudo eu sinto por você. Mas esta dor, esta querida quebradura me faz ser uma pessoa mais forte. Por que foi por você! Que eu lutei e rastejei, e vai ser por você que eu vou lutar, para poder cumprir minhas palavras, em meu coração e no teu.

Geórgia Carone (9/out/2008)