quinta-feira, novembro 13, 2008

Paralisação

Vejamos por onde começarei... Creio eu que todos vocês teve um momento na vida pelo qual fica-se surpreso, paralisado perante a este, é difícil não é mesmo!? Muitas vezes não sabemos ao certo o motivo desta paralisação, seja revolta, admiração, sentimento, desprezo. Mas eu particularmente estou paralisada por um sentimento, por um alguém, por uma palavra, por um desejo. Desejo que me faz estremecer, alucinar em teu cheiro, delirar ao teu corpo e em fim, me entregar, me entregar além, não apenas como um simples mortal, mas como um imortal, que se dá por inteiro, dá sua alma, sua compaixão, tudo isto em troca de nada... Nada, além do amor... Amor, palavra muito complexa, pode nos fazer pensar varias coisas, vitória, sofrimento, compaixão, egoísmo. Sim! Egoísmo, pois no mundo de hoje este 'sentimento' se tornou tão banal que chegou a ser comparado ao sentimento de posse, coisas que garanto que muitos de vocês tem, ou algum dia serão alvo!
Mas voltando ao principal, garanto que alguns de vocês ao lerem este texto lembraram de alguém, não necessariamente namorado/namorada, pode ser dos pais, algum parente, um amigo, aquela pessoa que só de você pensar já nos deixa totalmente satisfeitos como humano, que queremos sempre proporcionar o sorriso a este, custe o que custar, estranho o 'amor' não é mesmo!? ''Amei, amo e amarei'' (não me recordo o autor) uma frase bem digna de ser dita não é!? Bom, minha concepção sobre esta é bem simples, não poderei algum dia odiar um ser que algum dia realmente amei; creio que não precisa mais palavras.

Geórgia Carone


Agradeço a todos que acompanham o meu blog, prometo que irei ser mais presente neste!


Beijos! :*