segunda-feira, setembro 22, 2008

Meu eterno amado!



Como posso dizer, o que eu sinto é tão antigo e tão novo e ao mesmo tempo tão profundo... Lembro de nós rindo, correndo e por fim nos abraçando...

Olho por olho, sentimentos em fim! Eu te amo! Queria saber lhe demonstrar, mas não consigo.. errei! sinto que não posso mais toca-lo, vê-lo sobre mim, mas gostaria tanto de te-lo!
O seu nome me fascina, teu olhar me estremece, o seu toque me faz arrepiar, seus suspiros, oh!não consigo mais respirar! Eterno dono de meus sentimentos, venha até mim, dance mais uma canção, e olhe aos meus olhos e me diga, o que sentes!? O que queres de mim!?
Por ti... Irei até o sol, viajarei pelo universo a procura das mais belas estrelas. Irei dar voltas e mais voltas neste mundo para procurar a mais bela rosa. Irei até o fundo dos oceanos a procura da mais bela jóia. Irei transformar o impossível no possível, isto tudo apenas para ver uma simples expressão de felicidade em ti!

Farei isto tudo, e mais um pouco, mas isto não é nem um pequena parte do amor que eu sinto por ti!
Meu eterno amado! O meu amor por ti não tem explicações, modos ou fases... Apenas aumenta a cada dia que passa.. Pois amar você, é inevitável!
Nem mesmo os mais belos anjos, os mais dóceis gatos, os mais belos cantos, as mais belas palavras, a mais bela rosa, se comparam a tamanha perfeição de sua alma!
Simplesmente te amo! E não me envergonho disto!

Geórgia Carone (22 set / 23 set )

sábado, setembro 20, 2008

Maldito ser


Você tem algo, que me toma conta. Triste canção que eu canto, queria um dia ao menos poder demonstrar tudo! Mas maldito ser, que não consegue se expor, mesmo que aquilo possa lhe matar por dentro, mas não consegue..
Morte! Amor!
Amor! Morte!
Maldito ser, que vira, rasteja e alucina, pensa tudo como extinto, pensando que o outro é bobo, momento estranho, onde um homem matou outro...
Morte! Amor!
Amor! Morte!
Maltito passatempo do homem, acha que tudo é momentâneo! Ahhhhh, cansei!
Maldito passatempo!
Queria um dia ao menos poder ser o rei para acabar com tudo isto!
Isso acaba comigo, por dentro e por fora, você acha que é o 'toto-todo'?
eu te mostro outro mundo!
Amor! Morte!
Morte! Amor!
Outro mundo! Eu quero isto! Um mundo pelo qual.... Possamos realmente viver!

Você acha. acha que isto é bom!?
Acha!? Este mundo de capitalismo!?
Acha que a matéria irá lhe salvar!?
Esta enganado! Esta enganado!
Isto é uma ilusão! Vi a morte a morte e perto! Sei que nada disto nos resta...
Pois... Tudo que a que foi criado aqui permanecerá! Aqui! Apenas aqui!
Você acha? Você tem o direito de achar, não nego! Mas isto é uma maldição!
Sinta esta enorme agonia do mundo enquanto você se preocupa.. Maquilagem, roupas, e sapatos, não tem coisas melhores!? Amor, verdade, carinho!
Eu... Eu... Nós! Estamos cansados! Mundo perdido! Sem amor, sem verdade, sem companheirismo! Não queremos! Não queremos isto! Para nós, para nossos filhos! Queremos viver! E assim.. Sentir, o verdadeiro amor que nos resta!


Geórgia Carone (20 setembro 2008)

terça-feira, setembro 16, 2008

Feeling unknown <3


Você tem algo!
Algo desconhecido
Intocado talvez,
Inocente, concentrado,
cheio de si!
Algo que não consigo distinguir,
Algo que me faz tomar conta de meu ser
Algo que me tira do serio
Algo que me tira noites de sono
Algo que me alucina, me fascina
Algo que me faz querer mais e mais
Algo belo
Algo que só eu posso ver
Algo que me tira o folego

Algo que eu não posso ver, tocar ou ouvir.
Você tem algo que me despertou o simples e complexo sentimento de amar!

Geórgia Carone (15 setembro de 2008)