terça-feira, novembro 03, 2015

Beijos que me amacia


Já é fim de noite, após varias horas nos encarando, me perco aos teus beijos. Beijos que parecem me sugar, puxar de mim toda aquela vontade incontrolável.

::


Numa noite qualquer em um bar, junto a meus amigos, você aparece, me olha com aqueles olhos que me despem em frações de segundos.   Um jeito menino, meio homem, meio animal. Uma encogrita! - Acho que isso me fascina.

Você puxa uma cadeira, sem me pedir permissão e senta ao meu lado, sorri, como se quisesse me desmoronar. Me faz perguntas e puxa assuntos nos quais eu nunca pensei que teria interesse, me faz encantar pelos mistérios da vida, pela natureza humana, e por tudo aquilo que não sou capaz e ver.

Ah como se fosse adolescente, me sinto neste momento, cheia de emoção, felicidade e vontade.

Dias se passam, e a sensação insiste em preambular em minha mente, o que teria em você que me fizesse querer tanto a sua presença, e teu abraço? Quantas desculpas esfarrapadas foram dadas para amigos, tanto de minha parte quanto de sua, para nos encontramos e podermos nos perder em beijos naquele escuro.

Não sei se poderia dizer aquela frase xola ''beijos de mel'', pois é bem melhor do que isso, ele me adormece, me amacia, me perde os sentidos, simplesmente... não sei.

Melhor do que isso, apenas a sensação do seu corpo junto ao meu, o suor, os arrepios, orgasmos sem fim. Fantasias inconsequentes, brincadeiras malucas, ou até mesmo aquele tradicional, me faz querer mais, de uma maneira insaciável, louca e anormal. A homem que me tira a insanidade!

Por fim, abraçados em cima da cama sentindo a respiração euforica um do outro ainda a se acalmar, olho tua face e após varias horas nos encarando, me perco aos teus beijos. Beijos que parecem me sugar, puxar de mim toda aquela vontade incontrolável. E tudo volta a estaca zero novamente. Seu corpo, suor, arrepios e orgasmos.