sábado, julho 23, 2011

Um sonho em meio as flores


Eu cai, machuquei e por fim fiquei paralisada... Fiquei contando os que passaram até você me achar. E quando me viu rastejando com todo aquele sangue e me estendeu sua mão...

Eu tinha um sonho bem distante daqui. Bem distante do que sou, de você e de toda essa dor...

Um sonho que não quero que se realize. Pode não parecer fazer sentido, mas, quando sussurra ao meu ouvido meu nome ao luar, quando tira de mim um beijo...

Eu acho que perdi, mas eu não posso gritar o quanto fascino, fico por horas olhando.. E quando atiram flores ao meu caminho tentando me destrair e vejo seu rosto sumindo em meio a escuridão...

Por poucas vezes pude te-lo ao meu lado, sentir sua pele, seu coração acelerado, seu olhar me sugando, consumindo minha alma até a ultima gota.

Eu acho que não poderia soletrar soletrar mais nomes, não poderia explicar toda essa dor, essas memorias novamente. E quando você olha pra mim tudo se perde, e toda essa dor se transforma em conforto em completo alivio.

Queria poder senti-lo, mas sei que se o tive-se não me olharia com o mesmo amor, paixão e afectividade.

Meus amigos que por fim foram os unicos que não tinham me abandonado enquando estava presa em meio ao absmo me olham e por vez não acreditam por ter achado algo assim, por sentir algo assim, porque eles sabem... E um sonho que achei que não realizaria, esta acontecendo bem aqui. =)

Geórgia Carone

0 comentários: