quarta-feira, julho 13, 2011

Enfim... Anestesiada


Sinto-me anestesiada.
Pela primeira vez na vida sinto que não preciso esconder nada, independênte do que seja.

Sinto-me compreendida, aceita, e por fim adorada da forma que sou... A presença de algo, distinto, real, porem invisível, que apenas eu posso tocar. Podem chamar de alucinação, percepção apurada, loucura, não importo....

Minha espinha congelando ao me tocar, seus lábios gélidos me esquentam e me fazem perder em meios suspiros. Suas mordidas faz com eu sinta no infinito, aonde mais nada existe, mas quando dou conta de mim, estamos ao luar com sua mão quente acariciando meu rosto, lentamente, enquanto nos perdemos aos olhares, olhares paralisados, profundos e de completa ternura, ao meio de sorrisos dóceis, aonde ninguém deve intrometer.

O meu corpo amolecendo aos poucos com teus beijos cativantes, lentamente vou me entregando, delirando, sentindo por fim sua respiração, teu coração que por vez acelera em uma proporção imensa com uma simples mordida. Os segundos passam, os minutos, por fim, as horas, sem que percebamos. Já no escuro, ainda meio perdidos ao tempo, com o coração a mão nos abraçamos, e ali ficamos parados em troca de mais nada.

Caminhando acendo o cigarro em meio a neblina observando teus olhos ainda mais esverdeados me olhando com uma intensidade incomum, me tirando o fôlego e fazendo com que sinta sede de você. Não há palavras que possam ser ditas, um simples sorriso afectivo já responde tudo, já nos aproxima completamente. Sua presença se tornou algo essencial, me corroeu, me fez ser mais feliz.

Seu jeito meio inocente, sua alma pura, intacta talvez, sua inteligência, sua timidez, me surpreende e me prende a cada dia mais. És algo tão belo, alegre, verdadeiro, que o simples desejo de estar com, abraçar, acariciar, olhar, me consome de uma forma tão única e tão perfeita, que eu posso lhe dizer... Eu não preciso de outra anestesia.

Geórgia Carone

4 comentários:

Anna Catarina Prata disse...

tenho que falar que gostei? muito bom meu amor! lindo! beijos. te amo s2

Anônimo disse...

Queria que este amor e tudo isso fosse meu te am

Anna Catarina Prata disse...

mas é meu! mwahaha! morra de inveja!

Anna Catarina Prata disse...

mas é meu! mwahaha! morra de inveja!